Depois de publicar matéria em que afirma que seria possível melhorar o Brasil economicamente de forma radical e permanente, mudando oficialmente o nome do país para Brazil e acrescentando as letras H, Q ou Z no nome dos brasileiros (leia aqui), o numerólogo Felipe Porto divulgou o texto bem-humorado a seguir, em que ensina a detectar os "sintomas" da ausência das letras que trazem estabilidade financeira às pessoas.  

          
SINTOMAS DO KARMA 8 – AUSÊNCIA DAS LETRAS H – Q – Z

As pessoas que não possuem as letras H, Q ou Z (e também quando não possuem as letras consideradas de TRABALHO, que são D, M ou V) no seu nome apresentam características de personalidade facilmente detectáveis, em maior ou menor grau:

01) – O pé normalmente vem grande ou acima da média, para gastar mais dinheiro com calçados; 

02) – Roupas ou calçados baratos NUNCA satisfazem, apenas aqueles de GRIFE e MAIS CARAS; 

03) – Compra sempre movido por impulso, muitas vezes gastando o dinheiro com coisas inúteis que acabam ficando logo deixadas de lado, sem uso; 

04) - Come acima do normal, quase sempre exageradamente; 

05) – Em consequência disso, fica sonolento, dorme demais, tem preguiça, o que leva a reclamar de qualquer esforço: o trabalho é um verdadeiro trauma, cansando-se facilmente; 

06) – Quanto está trabalhando, o que é raro, qualquer motivo é justificativa para “pedir as contas”, quando não é demitido antes, voltando ao seu ESTADO NORMAL, que é ficar à toa, reclamando da vida e botando a culpa nos outros; 

07) – Quando finge estar procurando emprego, nunca fica satisfeito com a vaga: É A EMPRESA OU O TRABALHO QUE NUNCA SE ENQUADRA EM SEU PERFIL e não o que seria correto, ou seja, o candidato é que teria que se enquadrar no perfil do emprego; 

08) – A comida acessível, disponível ou barata É SEMPRE “RUIM” E ATÉ “FAZ MAL” (mesmo sem mesmo ter experimentado antes). Só a comida mais cara é que é “realmente boa”, normalmente besteiras e porcarias em geral; 

09) – Bebe, fuma, joga e outros vícios sempre em excesso ou com extravagâncias, normalmente muito acima de suas condições de sustentá-los; 

10) – Faz sexo em exagero, talvez porque seja “bom e de graça”. Não se contenta em não conseguir sustentar sequer uma parceira(o) ou família e arruma mais outra(o), quando não outras(os), para botar mais filhos no mundo e perpetuar seu Karma de irresponsabilidade;

11) – Joga todo dinheiro que consegue em banalidades, gabolices, inutilidades e outras futilidades, impulsionado apenas pelo que “dá moral”. O sonho número 1 é ter um carro zero, uma TV que parece um cinema, um som tipo trio elétrico, um celular de última geração, por exemplo. 

12) – Para satisfazer esses defeitos de personalidade, gasta acima das possibilidades, arrumando dívidas que nunca vai ter condições de pagar, ou passará boa parte da vida inadimplente, com o nome sujo na praça; 

13) – Devido a tantas vaidades a satisfazer, nunca tem dinheiro para pagar as despesas mais elementares, tipo aluguel, conta de água, luz, telefone, prestações, impostos e outros GASTOS FUNDAMENTAIS na vida de um cidadão exemplar. Tratar dos dentes ou estudar, por exemplo, só em último caso. Isso vale para os filhos também, se já os tem ou terá no futuro; 

14) – O horário de trabalho É SAGRADO. Mas somente na HORA DA SAÍDA, que nunca pode ser além do que devia. Se é que consegue aguentar até lá. Para chegar ao trabalho, bem esse horário realmente NÃO É SAGRADO... 

15) – O portador do Karma 8 “VIVE MORRENDO”: “morre” de sono, “morre” de cansaço, “morre” de fome, “morre” de sede, “morre” de vontade de ir no banheiro, “morre” de dor de cabeça, “morre” de frio, “morre” de calor, enfim “morre” por qualquer coisa insignificante e que pode perfeitamente aguardar um pouquinho mais. A única coisa pela qual nunca irá “morrer” é de vontade de trabalhar; 

16) – Sempre surge “um motivo de força maior”, alguém “adoece”, “perde a condução”, “não consegue acordar” e outras desculpas esfarrapadas, quando tem um compromisso importante a cumprir, principalmente quando o assunto é trabalho. Mas para festa, diversão e lazer sempre está de prontidão para aproveitar, nunca se cansando e não tendo horário para parar; 

17) – Com esse “perfil” acima, em maior ou menor grau, em toda equipe de trabalho (isso quando raramente estará “trabalhando”), as únicas coisas que possui “a mais” é o fato de ser quem mais come, mais dorme, mais se atrasa, mais reclama entre outros “mais” do gênero. “Em compensação”, o que mais possui “de menos” é o fato de ser quem menos trabalha, menos produz e que, como prêmio, é o primeiro que sempre é mandado embora. Aí volta ao seu estado natural: ficar o mais à toa possível. Isso porque empresa que pague uma fortuna para não se fazer nada, afinal de contas, NÃO EXISTE.

Felipe Porto (11)

Jornalista, Escritor, Astrólogo, Numerólogo, Tarólogo

exoterikcenter@gmail.com

www.estrelaonze.com.br

     

ESTRELA ONZE - EXOTERIK CENTER - FELIPE PORTO (11) - CRS 502, BLOCO B, LOJA 39-A1

ASA SUL - BRASÍLIA / DF - CEP 70330-520 - FONES (61) 3322-8060, 3383-5502 e 99221-0058

E-mail: exoterikcenter@gmail.com