Previsões 2010:

NOVO ANO SERÁ FAVORÁVEL A TUDO QUE REPRESENTA NOVIDADE

Ano favorece as mulheres, mas também a renovação radical. No Brasil, traz riscos à economia, favorece escândalos ainda maiores e dificulta conquista da Copa.

Sob a regência de Vênus, conforme a Astrologia, o ano de 2010 trará um alivio generalizado em comparação aos pesados anos de 2008 e 2009, que ficaram marcados, respectivamente, pelo estouro da crise mundial e pelo registro recorde de catástrofes naturais. Isto porque o planeta regente do novo ano está associado a aspectos mais positivos e sua influência sobre a vida de todos será favorável à alegria, diversão, arte, beleza, harmonia, relacionamentos, associações e atividades comunitárias.

A análise é do esoterista Felipe Porto, com mais de 30 anos de estudos nas áreas de Astrologia, Numerologia, Tarô e afins. “Vênus, a deusa romana do amor, beleza, das artes, da fecundidade, a Afrodite dos gregos, Ishtar dos caldeus, Lakshmi dos hindus, entre outras analogias com mitologias de todos os povos, é sempre um bom presságio em todas as culturas”, acrescenta.

“Será um ano cuja polaridade feminina estará evidenciada, pelo menos nos aspectos esposa, mãe, mulher, fêmea, o que não significa que em outras atividades, historicamente mais relacionadas ao lado masculino as energias favoráveis terão reflexos na mesma intensidade, mesmo assim 2010 vai trazer um bom impulso a todos aspectos da feminilidade”, garante Felipe Porto.

Já pela Numerologia, 2010 é um “Ano 3”, resultado da soma dos algarismos, havendo boa compatibilidade entre esta regência numérica e a de Vênus, favorecendo as comunicações, transportes, viagens, turismo, exaltando talentos, facilitando as invenções, exaltando a criatividade, os esportes, a geração de energia, acrescentando uma boa dose de expansão, abundância e mesmo sorte.

“O Ano 3, por ser ímpar e energeticamente yang, ativo, agitado, também é bom para festas, lazer e férias. Como todo signo, planeta, número, carta etc., também tem seu lado negativo, a vibração do 3 infelizmente também traz uma forte tendência de conquistar as coisas pela esperteza, pela ilegalidade, pelo gosto de levar vantagem em tudo e com o mínimo esforço possível, o que no Brasil, já não fossem estas características bem brasileiras, fará com que isso fique acentuado ao extremo”, diz Felipe Porto.

ELEIÇÕES NO BRASIL

Sob tais influências combinadas, confrontadas com a realidade nacional, “quem pensa que já viu tudo em termos de escândalos, golpes, corrupção, pode esperar mais surpresas no próximo ano, pois o que já assistimos é apenas a ponta do iceberg. Em compensação, a extroversão, agitação e iniciativa do número 3 garantem que os protestos populares, longe de cessarem só tendem a crescer, fazendo com que a população finalmente largue de sua apatia, comodismo e impotência diante de tantos desmandos”, prossegue.

O número 3 favorece tudo que é novo, portanto esta vibração acentuará a instabilidade, a mutação, as mudanças, os movimentos, a inconstância e mesmo a infidelidade das pessoas. No aspecto político, sendo 2010 um ano de eleições presidenciais no Brasil, mesmo com o favorecimento feminino trazido com Vênus, trazendo ao cenário uma quantidade inédita de mulheres com chances reais de chegar à Presidência (Dilma Roussef, Marina Silva e Heloísa Helena), tudo indica que o povo, mesmo aparentemente satisfeito com o atual Governo, acabará decepcionando aqueles que contam com a gratidão e apoio na sucessão.

“O agitado e comunicativo número 3 indica que, além de batalhas verbais, assistiremos nas próximas eleições à realização da necessidade premente de mudar, mesmo que simplesmente mudar por mudar, pois, além disso, o povo brasileiro já está decepcionado com todas correntes do espectro político nacional. Nesse ambiente, é muito provável o surgimento de um novo líder, sobretudo jovem, com propostas inusitadas, que possa materializar e capitalizar o desencanto nacional”, prevê Felipe, para quem 2010 será o enterro definitivo dos velhos caciques e oligarquias eleitorais.

A ECONOMIA EM 2010

No setor econômico, mesmo com o 3 também favorecendo o turismo, viagens, transportes, comunicações, setor energético, não podemos nos esquecer que 2010 será um ano que, além de “começar” como sempre somente “depois do Carnaval”, ainda teremos Copa do Mundo e depois Eleições. Será, portanto, um ano muito difícil para quem se sustenta através do empreendedorismo, iniciativa privada, de forma autônoma, do esforço diário, que necessita da produtividade, pois o ano estará mais propício para a folga do que para o trabalho.

“Por isso, mesmo que o Brasil continue se saindo bem diante da crise mundial, mesmo que o PIB cresça em torno dos 5% nas melhores das hipóteses, e ao que tudo indica isso não vai acontecer, ainda será bem menos do que poderia crescer não fosse um ano de Copa do Mundo e Eleições no Brasil. Para quem vive do próprio suor - e não apenas se sustenta com dinheiro já suado pelos outros - será um ano que vai requerer esforço redobrado. Nesse cenário, a busca por emprego público estará mais forte do que nunca”, continua Felipe Porto.

Também as grandes reformas nacionais, necessárias e fundamentais para o desenvolvimento nacional, tais como a reforma política, judiciária, fiscal, trabalhista, entre outras, continuarão sendo “empurradas com a barriga” em 2010, isto se é que serão tratadas no próximo ano. Além da corrupção, outra influência negativa do número 3 é a tendência ao exagero, indicando um aumento dos desmandos administrativos, superfaturamento e desperdício de verbas, levando o Governo a comprometer - ainda mais - e talvez agora seriamente - o déficit público, prejudicando fortemente seu sucessor, seja lá ele quem for.

A BOLHA BRASILEIRA

Além do custo da máquina administrativa e da dívida pública que poderão ficar fora de controle, também corre risco a própria população, estimulada de forma irresponsável a consumir, fazer dívidas e contrair empréstimos, para aquisição de casa própria, carros novos, móveis e eletrodomésticos etc.. “Há um sério perigo de quebradeira geral, pois a bolha brasileira que vem sendo incentivada, gestada e alimentada irresponsavelmente nos últimos tempos, tendo tudo para levar a uma a explosão dos índices de inadimplência, afinal o 3 também é conhecido como o número do caloteiro”, garante Felipe Porto.

Outro aspecto destacado pelo esoterista é a baixa atratividade das aplicações em poupança, com a queda da taxa de juros, ao mesmo tempo em que a população vem sendo bombardeada pelo “compre, compre, compre”. “Depois do necessário estímulo do Governo ao consumo interno para amenizar os efeitos da retração mundial, via redução de impostos, não existe mais o caráter emergencial e agora isso corre mais por conta de objetivos eleitoreiros, fazendo com que ultimamente as pessoas consumam apenas para aproveitar a ocasião, perdendo a noção do útil e necessário”, adverte.

“Entretanto, caso o freio seja puxado a partir do começo de 2010, a economia nacional corre também o risco de sofrer o impacto de cair na realidade do fato de que o mercado está super-dimensionado para as reais necessidades de consumo interno e esse clima de fim de festa poderá afetar seriamente o crescimento do PIB, projetado sobre falsas bases e projeções exageradas. Não bastasse tudo isso, as vibrações básicas do número 3, conforme descritas, também trazem um sério alerta para o aumento da inflação”, analisa Felipe Porto.

O BRASIL NA COPA

Quanto à Copa do Mundo, sendo o ano 3 favorável a tudo que é novo, o esoterista não vê boas possibilidades para o Brasil, o grande favorito de sempre, pelo que a Seleção Brasileira vai precisar de empenho adicional para tentar garantir seu favoritismo. “Esse quadro astrológico e numerológico, ao contrário, é muito favorável para uma seleção hoje tida como fraca, desimportante, de um país sem tradição futebolística, que poderá surpreender a todos, muito provavelmente também tendo a cor amarela na camisa”, analisa Felipe Porto.

No mundo, em termos gerais, além das influências acima analisadas para o Brasil, adaptadas às realidades dos demais países, ainda teremos em 2010 o retorno da onda de incertezas que vem marcando a segunda metade dos últimos anos, a exemplo de 2008 com o estouro da crise mundial e 2009 com um recorde de catástrofes naturais, tais como tsunamis, terremotos, enchentes e outros cataclismos. “Portanto, ainda neste ano, a partir da metade de 2010, todo cuidado é pouco para evitar surpresas desagradáveis, especialmente depois de agosto, principalmente em setembro e ainda com riscos em outubro”, finaliza Felipe Porto.

Felipe Porto (11)

exoterikcenter@gmail.com

www.estrelaonze.com.br

 

     

ESTRELA ONZE - EXOTERIK CENTER - FELIPE PORTO (11) - CRS 502, BLOCO B, LOJA 39-A1

ASA SUL - BRASÍLIA / DF - CEP 70330-520 - FONES (61) 3322-8060, 3383-5502 e 99221-0058

E-mail: exoterikcenter@gmail.com